LF Idiomas

Estratégias para melhorar o writing em inglês

6 estratégias para melhorar o writing em inglês

O writing (escrita) é uma das quatro competências necessárias para se comunicar bem em inglês, além de ser uma skill (habilidade) bastante valorizada num ambiente que tende a ser cada vez mais tecnológico e virtual. Ainda que você consiga se comunicar oralmente em inglês, pode lhe ser exigido que domine bem a comunicação escrita para redigir relatórios, e-mails ou produzir uma redação para entrega em cursos ou faculdade, por exemplo.

Para escrever bem é preciso praticar, no entanto, muitos alunos relatam falta de oportunidades para criar textos e acabam não se desenvolvendo neste quesito.

Levando essa dificuldade em consideração, listamos algumas dicas para você exercitar e melhorar o writing em inglês.

1 – Comece com o conhecimento que você já tem

Comece seus exercícios de writing redigindo frases ou diálogos simples, assim você consegue desenvolver suas habilidades mesmo tendo nível iniciante ou intermediário.

De início, você pode realizar tarefas simples, como transcrever um e-mail que enviou em inglês, fazer um post curto nas suas redes sociais ou manter um pequeno diário contando resumidamente como foi o seu dia. 

O mais importante no início é praticar o writing para que no futuro você tenha base para redigir textos mais complexos.

2 – Leia bastante

Por meio da leitura é possível aumentar o seu vocabulário, se expor às diferentes estruturas da língua inglesa, como collocations, expressões idiomáticas, preposições, etc. Além disso, é possível se familiarizar com a formação das palavras em inglês e entender os diferentes prefixos e sufixos em inglês.

Ter domínio da leitura em inglês é essencial para desenvolver o writing e redigir textos em inglês.

3 – Conheça a escrita formal e informal

Assim como a fala (speaking), a escrita em inglês varia conforme o contexto e até mesmo o país de origem do autor.

É extremamente importante que o estudante conheça as principais diferenças na estrutura da escrita utilizando a linguagem formal e informal, pois muitos estudantes costumam misturar as duas formas quando vão escrever um texto.

O estudo das diferenças entre o inglês britânico e americano também ajuda no desenvolvimento das suas habilidades de escrita.

4 – Escreva sobre textos variados

Na hora de praticar a escrita, é fundamental variar os temas da sua redação. Procure escrever sobre os filmes que você assistiu, a última notícia que você leu, o último produto que você comprou, os hobbies que costuma praticar, entre outros.

Diversifique os assuntos abordados para você aumentar o seu repertório.

5 – Utilize a internet ao seu favor

Procure interagir com nativos e estudantes da língua inglesa por meio da internet, há diversos sites e aplicativos que funcionam como ferramenta para você se conectar com pessoas de diversos países. É uma excelente maneira de realizar o intercâmbio linguístico, fazer amizade e desenvolver suas habilidades em inglês.

A internet também conta com diversos dicionários on-line para você consultar aquela dúvida em relação à gramática e descobrir o significado de determinada palavra.

6 – Procure receber feedback

Os comentários de sua professora ou de um amigo que estuda inglês podem ser fundamentais para identificar erros e mostrar os pontos a serem melhorados, pois terá alguém que veja suas atividades sob outra perspectiva.

Ter alguém para periodicamente avaliar seus textos ajuda a melhorar sua escrita. 

Quando estiver com um nível mais avançado de writing, procure corrigir o texto de outros estudantes, assim você contribui para o aprendizado de outras pessoas. Passar seu conhecimento para alguém também é um meio de aperfeiçoar suas habilidades, além de ser um excelente método de memorização.

Conclusão

Por meio de diferentes técnicas e constância nos exercícios, o writing pode ser desenvolvido significativamente. Além disso, é essencial ter uma boa base de vocabulário e escrever sobre temas variados para treinar o seu repertório linguístico.

Acesse o blog do LF Idiomas e confira dicas de idiomas e desenvolvimento profissional.

Por Henrique Vidal Romano, produtor de conteúdo e analista de mídias sociais.

Compartilhe este conteúdo nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.